vrs_pinhao_cor.png

          A Invest Paraná, em conjunto com a Secretaria de Desenvolvimento Sustentável e Turismo - SEDEST,  desenvolve o programa de Vocações Regionais Sustentáveis do Paraná, que tem como um de seus componentes o desenvolvimento da cadeia de valor do pinhão.

Pinhão

 

          A semente da araucária é um alimento rico em vários minerais e ácidos graxos, como ômega 6 e ômega 9. Mas além de nutritivo e benéfico, o consumo do pinhão também é muito apreciado pelo seu sabor, fazendo parte da memória afetiva dos paranaenses.

          Entretanto, especialistas alertam para a situação do pinheiro de araucária. Com apenas cerca de 4% de sua flora original, a floresta de araucária corre risco de extinção, o que dispara o alerta para o manejo responsável da floresta e consumo sustentável do pinhão.

          Há mais de 40 anos, órgãos governamentais regulamentam o extrativismo do pinhão, estipulando períodos de proibição de coleta, armazenamento, transporte e venda. Mas muito ainda precisa ser feito em auxílio dos produtores e das famílias que dependem desde mercado.

          Assim, torna-se imperativo o desenvolvimento de boas práticas que garantam a continuidade da produção e da recuperação da mata nativa, além da segurança e ergonomia dos coletores, bem como a geração de riqueza e melhor distribuição de renda para as localidades produtoras.

pinheiro-josé-fernando-ogura.jpg

Foto: José Fernando Ogura/ANPr.

 

pinhão-secretaria-agricultura parana.jpg

Foto: Secretaria da Agricultura e do Abastecimento do Paraná

1º Encontro de Integração

 

          O VRS está em busca dos atores-chave envolvidos na cadeia de valor do pinhão no Paraná e demais stakeholders que possam participar do fortalecimento dos mercados em benefício das pessoas mais pobres e marginalizadas, melhorando seu acesso a empregos, além de influenciar o resultado distributivo dos processos de mercado e desenvolvimento de práticas sustentáveis.

          Para tanto, nesta primeira etapa, participaram do encontro de alinhamento do VRS Pinhão os municípios da região do Vale do Iguaçu, mais especificamente Guarapuava, Pinhão, Inácio Martins e Turvo . Podendo haver novas adesões de outros municípios da região que também sejam compatíveis com o programa e metodologia aplicada.

Linha do tempo

 

site mate 1.png

1º Oficina de Integração do Pinhão

 

       Realizada no município de Colombo, no dia 07/12, com 48 produtores, representantes do poder púlico e pesquisadores, que representaram 9 municípios do estado do Paraná.

               Esta oficina teve como objetivo principal debater com os representantes do pinhão as suas principais necessidades e demandas dentro da cadeia de valor; sistematizar os dados sobre os pontos fortes e fracos; identificar oportunidades e ameaças relacionados aos âmbitos Econômicos, Ambientes e Sociais da cadeia de valores do Pinhão.

                 O evento foi dividido em 2 períodos, sendo o primeiro pela manhã, onde houve um debate e levantamento de informações sobre a Cadeia de Valor do Pinhão, palestra de professores e profissionais da área e um bate-papo geral sobre o produto/matéria prima.

                 Ao período da tarde, todos os participantes se deslocaram para a vizita técnica de campo, sediada dentro da Embrapa Florestas, onde foram apresentados os viveiros de araucária, as técnicas de clonagem lá desenvolvidas, os protótipos de clonagem em desenvolvimento e os resultados, onde também foram demonstrados os produtos desenvolvidos através da matéria prima do pinhão, como o gel bactericida, a farinha de pinhão, entre outros produtos.

                Concluiu-se que a oficina teve resultados excelentes, através da participação dos produtores, pesquisadores, representantes do poder público e demais organizadores do VRS - Pinhão, o primeiro contato foi realizado e uma grande quatidade de informações foi absorvida, identificando as principais necessidades, demandas, oportunidades e ameaças da Cadeia de Valor do produto do Pinhão da região. 

 

Arquivos

 

Ata da Reunião 12/04

Galeria de fotos